---Frisados do Norte da Holanda--- ---Frisados do Sul da Holanda--- ---Gloster Fancy--- ---Fife Fancy---

domingo, 17 de abril de 2011

Ponto da situação

Pois é companheiros, tive mesmo de efectuar o tratamento aos passaritos!!! Não tinha outra alternativa!! Foram muitas baixas e tinha de pôr fim a este ciclo. Recorri aos sulfamidas para fazer esse tratamento acompanhado de um complexo vitaminico durante cinco dias. Aparentemente as aves estão bem, os machos continuam a cantar e a correr atrás das fêmeas e estas a fazerem posturas para o chão, visto que retirei os ninhos a todos os casais. Deixei ficar só àqueles que tinham crias, todo o resto foi como um começar de novo. Para estas alturas aplicamos os termos calma e muita muita serenidade.
Ontem , tendo terminado o tratamento, voltei a colocar os ninhos e logo correram á serapilheira para o construir. Resta-me esperar para ver os resultados!!
Depois de puxar pela cabeça, cheguei a algumas conclusões pelo sucedido. Em primeiro lugar penso que o facto de não ter feito qualquer tipo de tratamento preventivo com um antibiótico ou sulfamida, por mais fraco que ele fosse, foi uma das causas. A mudança regular das àguas nos bebedouros, estavam a ser feitas de 2 ou mesmo de 3 em 3 dias, o suficiente para a pruliferação de bactérias nocivas para os animais. Por ultimo, sempre tive hábito de usar um produto conhecido por muitos e indespensável nos primeiros dias de vida dos passaritos, o Tabernil Cria, que segundo a sua antiga composição continha com ele um antibiótico apropriado para prevenir estas bactérias, salmonelas e E. Coli, onde actualmente este mesmo produto não é mais que um multivitaminico não contendo esse tal antibiótico. Para mim, estes são um conjunto forte de factores que explicam o meu tormento.
O que mais me chateia é o facto de criar com canários já alguns aninhos e ainda só capaz de cometer este tipo de erros só porque ouvi ou me pareceu ver que A, B ou C disse-me que fez assim ou assado e que teve bons resultados quando, se for a ver eu até tenho melhores resultados que esse sujeito. Com isto quero dizer a todos os amantes deste lindo hobbie, sejam eles novatos ou veteranos, que se têm um esquema estudado e se têm bons resultados com ele não mudem nada. Tapem os ouvidos quando lhes dizem algo como,...."ainda não usas este ou aquele produto de que se fala tão bem??", pois muitas das vezes é só bluff e o suficiente para estragar o que temos de bom. Infelizmente tenho-o como exemplo!!

2 comentários:

  1. Olá, boa noite.
    Como eu o compreendo! Só que consegui ser mais rápido e sofri poucas baixas. Mas o pior foi (nunca em 32 anos de criação me aconteceu tal)todos os casais deixarem de comer a papa que habitualmente lhes dava. Não sei se foi do tratamento mas tive de fazer uma mudança radical na admistração das papas.
    Boa sorte!
    Saudações ornitófilas.
    Armindo Tavares.

    ResponderEliminar
  2. Olá amigo Armindo!!
    Pois é, tive mesmo muitas baixas porque não me queria render aos antibióticos, mas não havia outra solução!!Em relação ás papas, os meus devoram-na, mas em tempos também usei a white Molen, a dita papa que resolveu o seu problema e não desgostei dela para além do seu valor monetário muito compensador, mas em contra partida penso que se as aves não a comerem logo assim que lhes damos, forma tipo uns grumolos em que eles já não lhe tocam. Eu uso da Orlux que me parece muito equilibrada para os meus canários de porte.
    Boa continuação para as criações e agradeço o comentário!!
    Saudações ornitófilas
    Ricardo Faria

    ResponderEliminar